sábado , Fevereiro 24 2018
Home / Tratamentos / Empresas brasileiras participam de feira de produtos médicos em Dubai

Empresas brasileiras participam de feira de produtos médicos em Dubai

Empresas brasileiras vão participar pelo 15º ano da Arab Health, feira reconhecida como a segunda maior do mundo para exposição de produtos médicos. Realizada em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, entre 29 de janeiro e 1º de fevereiro de 2018, receberá 30 empresas do Brasil. O evento reúne mais de 4 mil expositores de 70 nacionalidades. O sucesso de público também é um dos grandes destaques: 120 mil visitantes profissionais da área da saúde vindos de 160 países.

A atuação local das empresas que integram o Brazilian Health Devices, projeto setorial com foco na internacionalização da indústria executado pela ABIMO com apoio da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção das Exportações e Investimentos), também tem grande peso no sucesso do projeto como um todo.

Pavilhão brasileiro

Muitas das 30 empresas brasileiras que seguirão este mês para os Emirados Árabes Unidos participam da feira interessadas em desenvolver novos negócios locais. Para a Osteomed, esta é uma boa oportunidade para adentrar com mais afinco o território, visto que a marca já tem boa penetração no mercado africano. “A Osteomed é a única indústria nacional do segmento com registro de uma linha completa de implantes instrumentais e cirúrgicos para coluna na FDA (Food and Drug Administration). Nossa expectativa é fazer contatos e estabelecer distribuidores para a região”, diz Eduardo Quezada, gerente de exportações da marca.

A CBEMED, que estará pela terceira vez no evento e já tem negócios fechados com distribuidores locais para exportação de esfigmomanômetro e estetoscópios, tem “a intenção de ampliar a gama de negócios na região principalmente com os países árabes”. É o que declara Eder Gatti, responsável pelo comércio exterior da marca. Compartilhando do otimismo, a Loktal, que participa do evento desde a primeira intervenção da ABIMO com a Apex-Brasil na feira, ampliou suas expectativas, como comenta o responsável pelas vendas internacionais, Clóvis Garcia: “as perspectivas são as melhores para a prospecção de novos mercados”.

Com ideais mais abrangentes, a GMReis segue para sua quarta participação na Arab Health focada em levar sua linha de implantes ortopédicos para trauma de extremidades, impactando mais do que os Emirados Árabes Unidos. “Visamos o desenvolvimento de distribuidores nos países árabes, mas também nos africanos e do sudoeste da Ásia”, declara o diretor comercial Wagner Mazolli. Para a Baumer, o ideal também é extrapolar as fronteiras locais. “A expectativa de participação da Baumer para 2018 é garantir maior proximidade com os parceiros da Europa, Ásia, África e Oriente Médio, além das boas oportunidades de novos prospects e fornecedores e da apresentação da marca ao mercado internacional”, declara Bruno Alzuguir, gerente de exportações.

Trabalhando seu mais recente lançamento, a Samtronic leva para o evento sua família de bombas de infusão volumétrica ICATU, primeiro equipamento nacional a atender aos requisitos internacionais de segurança e performance. “Nossa expectativa é das melhores para fecharmos bons negócios. Aguardamos ansiosamente pelos nossos distribuidores e clientes pois o início das vendas no primeiro trimestre de 2018 será um marco que nos permitirá alcançar uma presença mais forte em mercados altamente exigentes”, diz o diretor Edgar Muller.

Além de apresentar novidades de seus portfólios e buscar ampliar os canais de vendas externos, muitos brasileiros seguem para a Arab Health com decisões ainda mais estratégicas. É o caso da Sismatec, empresa que participa pela décima vez e está interessada em observar o mercado. “Vamos para fortalecer nossa marca neste que é um dos maiores eventos internacionais do setor, mas também para testar a aceitação de produtos e soluções que até agora só foram apresentados para a América Latina e o Brasil”, relata Vanessa Machado Corrêa, supervisora de vendas internacional da marca que investe na exportação de focos cirúrgicos para os países árabes e região.

Já a Instramed segue para o evento com a missão de fortalecer seu networking. “É uma oportunidade para encontrarmos nossos distribuidores atuais a fim de discutir as expectativas de vendas para o próximo ano”, comenta Márcia Kruse, supervisora, que aproveita para enfatizar que a marca também busca novos negócios para incremento das vendas na região.

A Arab Health 2018 será realizada de 29 de janeiro a 1º de fevereiro de 2018 e além do setor de exposições realiza uma ampla gama de conferências para tratar de temas como diagnóstico por imagem, cirurgia, ortopedia, pediatria, cuidado conectado, saúde pública, engenharia biomédica, odontologia, entre outros.

Comentários

Sobre Jaqueline Falcão

Jaqueline Falcão
Jornalista por paixão e formação, Jaqueline Falcão escreve sobre saúde desde 2001. Começou no Diário Popular como repórter, foi editora de Saúde do Diário de São Paulo. Depois, foi transferida para o jornal O Globo, sucursal São Paulo, onde permaneceu por 7 anos. A ideia de criar o "Página da Saúde", voltado para falar de tratamentos, descobertas da medicina, qualidade de vida, foi a vontade de ter mais liberdade para falar saúde em seus diversos aspectos para pessoas que cada vez mais buscam informação de credibilidade. E para isso está sempre em coletivas, seminários e congressos médicos para trazer as novidades. Na Europa e Estados Unidos, participou de coberturas em congressos e seminários sobre os temas tabagismo, câncer, esclerose múltipla, pesquisa clínica, saúde masculina, saúde feminina, depressão, vacinas e patentes. Entre os cursos e workshops na área de jornalismo de saúde, destaque para ressuscitação cardiopulmonar, infarto, câncer de pele, tabagismo, pesquisas clínicas no Brasil e no Mundo, lançamentos de novas classes de medicamentos, realizados em instituições como Hospital Israelita Albert Einstein, Hospital Sírio-Libanês, Hospital das Clínicas, Universidade de São Paulo, Unicamp, Tufts University (Boston - EUA), UC San Diego, Inter American Press Association (IAPA) e Massachusetts Institute of Technology (MIT).

Veja Também

Reverter quadros de alcoolismo e dependência química exige equipe qualificada

  Estudos da Organização Mundial da Saúde indicam que de 10 a 15% da população …